terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A direita mostra os dentes

1. Ao que tudo indica, os EUA aproveitam as dramáticas consequências do  terremoto (*) para ocupar militarmente o Haiti e liderar o processo de 'reconstrução" do país. Desta vez, a ação seria coberta pelo manto da ajuda humanitária, mas os objetivos são sempre os mesmos: subjugar o país e torná-lo satélite de seus interesses imperialistas.

2.A vitória da coligação direitista no Chile foi discretamente comemorada pelos seus iguais brasileiros. O jornal Folha de São Paulo disse que o resultado comprova a maturidade da democracia chilena e que a alternância de partidos no poder é salutar. Tudo a ver com a campanha presidencial brasileira, onde o jornal apoia descaradamente o candidato tucano e quer, por analogia, insinuar que a popularidade de Lula é individual e instransferível.

3.Em Honduras o golpe alcançou seus objetivos. Conservadores defenestraram  Manuel Zelaya (golpe já faz sete meses!), realizaram uma eleição fajuta e agora o presidente "eleito", Porfírio Lobo,  diz que vai governar com um Conselho Assessor formado de ex-presidentes, incluindo na lista o próprio Zelaya, ainda confinado na embaixada brasileira, e o golpista Roberto Micheletti, governo de facto do país.

 Malandragem pura para legitimar a espúria eleição.

(*) No texto inicial, por engano, escrevi furação, mas me alertaram...

Um comentário:

  1. Nivaldo, foi terremoto e não furacão

    forte abraço

    ResponderExcluir