segunda-feira, 29 de março de 2010

CTB, terceira maior central do Brasil!

O Diário Oficial da União divulgou nesta segunda-feira, 29, Despacho do Ministro do Trabalho e Emprego (MTE) certificando os índices de representatividade das centrais sindicais brasileiras, conforme determina a lei nº 11.648, de 31 de março de 2008.

Os dados apresentam o novo ranking de representatividade dois anos depois de aprovada a lei que fez o reconhecimento formal das centrais sindicais. Como se sabe, o reconhecimento tem quatro exigências:

1. Mínimo de 100 sindicatos filiados nas cinco regiões do país;

2. Mínimo de 20 sindicatos filiados em pelo menos duas regiões do país;

3. Filiação pelo menos em cinco setores de atividade econômica;

4. Percentual mínimo de 7% de filiação de trabalhadores sindicalizados (*).

Cumpridas essas exigências, as centrais sindicais podem participar proporcionalmente ao número de sindicalizados nos fóruns tripartites, conselhos e colegiados de órgãos públicos e também a fazer jus a 10% da contribuição sindical incidente sobre o montante das entidades filiadas.

Os números do MTE são os seguintes:

1) CUT - 38,23%;

2) FORÇA SINDICAL - 13,71%;

3) CTB - 7,55%;

4) UGT - 7,19%;

5) NCST - 6,69%;

6) CGTB - 5,04%.

(*): nos primeiros dois anos, o critério de representatividade mínimo é de 5%.  

3 comentários:

  1. PARABÉNS A CTB QUE NÃO PARA DE CRESCER E ATUAR COM COMBATIVIDADE, AMPLITUDE E CLASSISMO!

    ResponderExcluir
  2. Evaldo R. Vilas Boas31 de março de 2010 20:10

    Isso só indica que foi acertada a decisão de fundar uma central com concepção de classe.
    Ainda há espaço para avançar muito mais na representação dos trabalhadores brasileiros.
    Unidade na construção da Conclat,sem luta não há vitória !!!

    ResponderExcluir
  3. Continuar crescendo e representando os trabalhadores com dignidade, este é o lema.
    Parabens Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.
    ABDALLA

    ResponderExcluir